MICROCONTOS

SERTÃO

Fazia anos que de seus olhos não escorriam mais lágrimas. Então, ela chorou. Talvez aquele fosse o dia em que o sertão viraria mar.

DINHEIRO

O dinheiro que chegou às suas mãos era tão sujo, que precisou ser lavado. Mais tarde, lavaria as mãos também.

MORMAÇO

Dois segundos após deixar o corpo, a alma de Hitler já sentia o mormaço.

ÔNIBUS

Quando ele a viu no ponto de ônibus, foi amor à primeira vista. Aquele par de olhos verdes o encarando, o sorriso insinuante brotando de seus lábios carnudos. Então, ela se foi. E ele ficou ansioso, aguardando que o próximo ônibus também viesse adesivado.

ENGANO

O envio equivocado das mensagens no Whatsapp teria sido um engano bobo, daqueles que se resolvem com um “ops, mandei errado”, se não fossem as respostas da prova e a professora não fizesse parte do grupo.

MATAGAL

Não é difícil me lembrar do dia em que minha mãe nos abandonou. Foi exatamente uma semana antes de encontrarem aquele corpo não identificado no matagal atrás da escola. Sempre recorro a este acontecimento para chegar à data exata em que ela foi embora.

MEMBRANA

Não sobrou cola para condenar o burrico e o porco a permanecerem eternamente na página 12 do livro de atividades. Mas teve o suficiente para Pedrinho cobrir a palma da mão 5 vezes e, depois da cola seca, arrancar a membrana transparente com cuidado para que ela chegasse intacta até a base dos dedos.

JUIZ

Após mais de quinze anos de namoro, quando ele finalmente a pediu em casamento, durante um jantar romântico em um fino restaurante, ela levantou-se, tirou da bolsa os papéis que sempre carregava consigo, subiu na cadeira e gritou: "algum juiz presente?"

MOVIMENTO

Seguiam um atrás do outro, cada um sobre o seu cavalo.

O dela, branco com penacho na cabeça. O dele, um malhado imponente. Ambos em movimento, na mesma direção, sentido-horário. Só se alcançariam se, por ventura, os animais ganhassem vida e descessem do carrossel.

CICATRIZ

No presídio, ele exibia aos companheiros de cela as marcas em sua barriga saliente. Enfileiradas, cada cicatriz representava uma de suas vítimas. Gostava de dizer que os cortes profundos que havia feito nelas nunca cicatrizariam. E ria alto, chacoalhando as evidências de seu comportamento doentio.

GLADIADOR

Ele nem sabia o que era um gladiador quando a vida passou a exigir que ele matasse

um leão por dia.

FERRO

Primeiro veio a boca seca, o sabor amargo. Depois, pouco a pouco, como os veios de um rio, veio a água salgada. Então, veio um gosto de ferro, em jatos quentes

e espessos. Até que não veio

mais nada.

FORTE

Sua personalidade era tão forte, que venceu seu bom-senso por nocaute.

JOVEM

Julgando-se jovem demais para ser mãe, tirou a vida de quem era jovem demais para morrer.

CARAVANA

Desceram até a praia em caravana, acenando uns aos outros, buzinando nos túneis, todos já no clima do Ano Novo que se aproximava, cúmplices da mesma alegria. Quando a Operação Comboio para a descida da serra acabou e cada um seguiu seu caminho solitário, Joana sentiu até um aperto no peito.

CAVERNA

Enquanto na televisão, o documentário mostrava as paredes de uma caverna com registros rupestres que evidenciavam os animais e a natureza. No sofá, ela conferia mais uma vez as fotografias da última viagem. As incontáveis selfies fazendo biquinho a faziam sentir-se um ser superior e desenvolvido.

TIGELA

Era apenas uma tigela para alimentar muitas bocas. Os maiores eram os primeiros a meter as línguas e dar suas generosas goladas. Alguns, mais atrás, lambiam no chão, as gotas desperdiçadas. Porém, a maioria só chegava ao pote quando este já estava quase vazio. E muitos nem alcançavam a tigela,

MÁFIA

Quando surpreendeu o marido e a filha de segredinhos no quarto ao lado, ela teve a certeza de que a máfia da festa surpresa já estava se organizando novamente. Como é de praxe em casos envolvendo a descoberta de mafiosos, ela fingiu não saber de nada. 

COURO

O sapato combinando com o cinto, ambos de couro caramelo. Da bolsa, de couro, um tom acima, tirou a chave do carro, com banco macio de couro cinza. Chegando ao restaurante, guardou o celular com capa de couro e torceu o nariz para o bife suculento do prato ao lado. “Coitadas das vaquinhas”, pensou.

PLANETA

Soberbos, o tomamos por nosso. Egocêntricos, o colocamos no centro do mundo. Sábios, o arredondamos. Maravilhados, o observamos à distância. Irresponsáveis, o maltratamos. Ignorantes, o achatamos. Porém, magnífico, ele sempre será o que já era... antes mesmo de tornar-se o planeta Terra.

CHICOTE

Todos viram quando o chicote estalou em seu corpo e rasgou sua pele. O que ninguém viu foi o estrago que ele fez por dentro.

VELHO

Era o primogênito entre os cinco irmãos. E gostava de dizer que apenas ele, por ser  o mais velho, podia beber e fumar à vontade.

Não demorou muito para os irmãos alcançarem a sua idade e ficarem mais velhos do que ele.

REI

Abri meu armário e o rato estava lá, roendo a minha roupa. Se eu for para Roma, talvez eu me torne rei. Boca eu já tenho.

PAPEL

Quando um pequeno pedaço de papel chegou às suas mãos para alertá-lo sobre a traição de sua esposa, ele se apressou em gritar aos quatro ventos que já sabia.

Corno, sim. Ignorante, jamais.

ATOR

Ainda que passe a vida atuando brilhantemente, todo ator será demitido após o espetáculo.

SOPA

Após meses da mesma sopa rala, ele passou a torcer para que uma mosca pousasse em seu prato e se afogasse naquela água suja. Precisava mastigar alguma coisa.

BEIJO

Quando a porta da casa se abriu, ele era o primeiro na fila dos cumprimentos, mas um lapso de memória o acometeu e ele já não se lembrava se no Rio de Janeiro se dava dois ou três beijinhos. Na confusão, tomado pelo medo de constranger-se, deu apenas um, na boca.

COLHER

À noite, teve briga de marido e mulher no quarto de número 3 da pensão da dona Rita. No dia seguinte, na hora de preparar o café-da-manhã, dona Rita não encontrou nenhuma colher na gaveta dos talheres. Cada um dos moradores já havia pego a sua.

BARRIL

Aproximou-se dela, ambos admirando as Cataratas do Niágara. Mesmo suspeitando que ela fosse muito jovem para ele, puxou conversa: “talvez devêssemos descer de barri”. “Barril?”, perguntou, assustada. “Sim, igual ao pica-pau”, respondeu, meio constrangido. “Pica-pau?” Ele preferiu se afastar.

EXPEDIÇÃO

O site avisava que o produto estava na Expedição, mas ele nunca chegou às mãos de Oscar, o que o fez constatar, anos depois, que talvez não tivesse sido uma boa ideia tentar comprar a felicidade.

CIGANA

Cheguei na cigana, e ela pediu minha mão. Eu dei. E o que ela leu nos delicados traços da minha palma foi um futuro tão terrível que eu saí de lá com a sensação de que ela havia ficado com a minha mão e com o restante do meu corpo inteiro.

TERRA

O Zeca comprou um terreno, que, segundo o vendedor, tinha terra boa pra plantar feijão. Era fazer um buraco de até 7 centímetros e jogar a semente. Mas o Zeca não teve tempo de plantar. Naquele mês, cavaram, nos fundos do terreno, um buraco bem mais profundo que os 7 centímetros pra plantar feijão.

ARMADURA

Relutou em aceitar seu destino quando o dever o convocou à guerra. Finalizada a batalha, despiu-se com orgulho de sua pesada armadura. A couraça que protegera seu corpo, não resguardara a sua alma.

ALMIRANTE

Aceitar os desafios da vida e não estar preparado para errar...

é como o almirante que assume o navio sem ter aprendido a nadar.

PORTAL

Após anos de buscas fracassadas, ele finalmente encontrou a morada da Felicidade. Quando atravessou o imponente portal, estava dentro de si mesmo.

ASSALTO

O assalto à loja de doces foi a parte mais fácil. Difícil foi

explicar à mãe porque acordava todos os dias com a língua azul.

  • Grey Facebook Ícone
  • Grey Instagram Ícone
  • Cinza ícone do YouTube
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now